Adicionar aos favoritos   Login   Pesquisar 

Notícias

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 

01/07/2008

Microchip torna-se obrigatório.

(Fonte: Exame Informática ) Começou a era dos caninos com microchips integrados em Portugal. A partir de hoje, todos os cães nascidos em Portugal, vão ter de usar microchips.  O Sistema de Identificação de Caninos e Felinos (Sicafe) entrou hoje em vigor. A nova lei, que havia sido decretada em 2003, prevê que, de ora em diante, todos os cães registados pelos respectivos donos passem a usar, obrigatoriamente, microchips que os identificam. Até ao dia de hoje, o implante de microchip já era obrigatório para cães de caça, raças perigosas ou que estivessem em exposição para efeitos comerciais. O Sicafe é gerido pelo Ministério da Agricultura e tem por base a recolha de registos de animais de estimação nas juntas de freguesia do País. Segundo o Público, o Sicafe conta já com mais de 208 mil cães e gatos registados. A esta base de dados há que juntar uma segunda, que dá pelo nome de SIRA e é gerida pelo Sindicato Nacional dos Médicos Veterinários. Actualmente, a SIRA conta com mais de 243 mil cães e gatos registados nas clínicas veterinárias privadas. O uso de microchips tem por objectivo a identificação de animais de estimação e o controlo de cães de raças consideradas perigosas. O chip, que identifica igualmente o proprietário do animal, tem as dimensões de um grão de arroz. O implante é descrito como indolor. Dependendo do local onde é feito, pode custar entre 15 e 50 euros.
Rss
Treino de Cães ao Domicílio «» Casa do alto