Adicionar aos favoritos   Login   Pesquisar 

Notícias

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 

30/03/2009

"Não tirem os cães da escola".

(Fonte: Correio da Manhã)

Carlitos, de 12 anos, tem as marcas dos dentes dos cães nos braços. Levou três pontos. A irmã, Solange, de sete anos, também foi ferrada na zona da barriga. Foram anteontem atacados pelos dois cães que vivem na EB 2/3 Teixeira Lopes, em Gaia, quando brincavam à bola no recinto. Depois do susto e da dor, as crianças saem em defesa dos animais que têm o nome do estabelecimento de ensino. A cadela chama-se ‘Teixeira’ e o cão é ‘Lopes’.

"Já pedi ao director da escola para que não tirem os cães de lá, eles não tiveram culpa, assustaram-se com a bola", disse Carlitos ao CM. A mãe das crianças, Ana Mouta, também entende que os animais reagiram por instinto e não tencionam apresentar queixa contra a direcção da Escola Teixeira Lopes. "Foi um acidente", sublinhou Ana Mouta ao CM. A mãe das vítimas já verificou que os animais têm as vacinas em dia e, por isso, está mais tranquila.

Ontem, Solange até já se ria do que lhe aconteceu e Carlitos está mais preocupado com o destino dos cães do que com os ferimentos. As duas crianças não se cansam de pedir aos pais para falar com o presidente do Conselho Directivo da escola, para que "não levem embora a ‘Teixeira’ e o ‘Lopes’".

O menino, aluno do 5º ano na mesma escola, conhece os cães e costuma até brincar com eles. "Nunca fizeram mal a ninguém", afirma repetidamente Carlitos.

Os dois caninos, de grande porte, vivem na escola há dois anos e costumam estar recolhidos numa zona gradeada. Anteontem, conseguiram escapar e reagiram mal à presença de um grupo de crianças.

INCOMODAM ALGUNS VIZINHOS

Alguns moradores do condomínio fechado contíguo à Escola Teixeira Lopes queixam-se do barulho que os dois cães fazem durante a noite. Perante o ataque às crianças, anteontem, reafirmaram que a presença dos animais nas instalações do estabelecimento de ensino incomoda o descanso dos vizinhos.

"Os cães são grandes, vivem fechados numa jaula e por isso ladram muito", disse ao CM, Glória Santos, moradora no condomínio, que alerta também para o perigo que os animais representam.

Os canídeos fugiram por razões desconhecidas. Mas a hipótese mais provável é que uma das grades tenha ficado mal fechada, anteontem à tarde, aquando da limpeza feita por um homem que está a cumprir trabalho comunitário.

Rss
Treino de Cães ao Domicílio «» Casa do alto