Adicionar aos favoritos   Login   Pesquisar 

Notícias

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 

10/04/2008

A angústia de quem perde um fiel amigo.

(Fonte: O Mirante ) Joana Santos, 23 anos, dificilmente esquecerá a data de 20 de Dezembro. Foi o dia em que o seu cão, assustado com o vento e a chuva, saiu disparado pelo portão da sua casa em Vale Florido, Tomar. Nunca mais lhe pôs a vista em cima. A estudante universitária vive dias de angústia à procura do Golden Retrivier que, por precaução, não quer divulgar o nome. Até já chegou a sair com uma caravana de 15 carros de amigos à procura do animal que sofre de problemas cardíacos e por isso mesmo necessita de medicação semanal. Passados quatro meses sobre a fuga do seu cão, Joana Santos não desiste de o encontrar, chegando a publicar anúncios em jornais locais, onde oferece uma recompensa de 500 euros a quem lhe entregar o animal. “Pode chocar muita gente o que eu vou dizer mas este cão era como um filho para mim”, disse a jovem a O MIRANTE salientando que o animal de estimação foi-lhe oferecido pela mãe há mais de três anos e que era a sua companhia noite e dia. Desde que colocou o anúncio a oferecer a recompensa, Joana Santos diz que já recebeu cerca de 300 chamadas. Infelizmente, nenhuma delas se revelou profícua. “Há sempre uma esperança por detrás de cada chamada, mas quando chego ao local vejo que afinal não é o meu e começa tudo de novo”, aponta, referindo que por causa de ter tornado o número de telemóvel público recebe, muitas vezes, chamadas de madrugada a brincar com a situação. E não é isso que a desanima. “Vou continuar à procura e até já tenho motards no terreno a quem vou dando dinheiro para me ajudarem”, atesta. Mais desenvolvimentos na edição semanal que sai esta quinta-feira.
Rss
Treino de Cães ao Domicílio «» Casa do alto