Adicionar aos favoritos   Login   Pesquisar 

Notícias

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 

29/12/2008

Ataque de cães pitbull causa medo em Alcântara.

(Fonte: Jornal de Notícias ) Um ataque de cães pitbull na Quinta do Cabrinha, em Alcântara, a uma idosa de 73 anos, ocorrido sexta-feira à noite, está a deixar os moradores com os nervos em franja e com cada vez mais medo de sair de casa. "Qualquer dia não podemos sair à rua. Aconteceu com a senhora, mas podia ter acontecido com qualquer outro morador. Coitada da senhora", lamentava ontem Isabel Mendonça, a última pessoa a falar com Lucília Silva, antes desta ter sido violentamente atacada por dois cães pitbull. A conversa entre as duas mulheres não foi demorada. O relógio marcava quase nove horas e Lucília, que mora paredes-meias com o Águias Recreativo Clube, pretendia apenas beber um café para rematar o jantar. "Servi-lhe um café, ela depois saiu e ouviram-se muitos gritos", contou ao JN. Lucília Silva foi atacada quando metia as chaves à porta. Habita, sozinha, um quarto andar, no mesmo patamar de uma vizinha que tem um cão e uma cadela pitbull. A idosa foi mordida repetidamente na cabeça e num braço, que ficou com o osso exposto. O seu estado era "muito crítico" quando deu entrada na Urgência do Hospital São Francisco Xavier. Após várias intervenções cirúrgicas, acabou por ser transferida para o Hospital Egas Moniz onde está a recuperar das lesões. Segundo os vizinhos, esta não foi a primeira vez que a idosa foi vítima da ira dos cães da vizinha. "Eles tomaram a senhora de ponta. Foi a terceira vez!", explica Ana Maria, uma outra moradora da Quinta do Cabrinha. Um pequeno cão de Lucília, um caniche, também já quase morreu na sequência dos ataques dos pitbull. "O bicho ficou uma lástima, cheio de agraves", revelou, por sua vez, Aida dos Santos. Os moradores estão revoltados com os sucessivos ataques e não querem que os animais voltem ao bairro. Nem estes, nem outros, por se sentirem intimidados. "O que não falta aqui são cães desses. Estamos cansados. Alguém tem que tomar medidas. É uma vergonha", queixa-se Aida dos Santos. Cães estão "ilegais" Os dois cães, e um cachorro da mesma raça, foram encaminhados para o Canil Municipal. A proprietária recusou-se a prestar declarações. Disse apenas que os animais saíam à rua sempre com açaime e que estavam legais. Contudo, o JN apurou junto da PSP que tal não corresponde à verdade. O mesmo confirmou o presidente da Junta de Freguesia de Alcântara, avançando que não há registo das licenças destes animais e de outras formalidades obrigatórias para estes cães, que fazem parte da lista de raças potencialmente perigosas (a par do rottweiler, cão de fila brasileiro, dogue argentino, staffordshire terrier americano, staffordshire bull terrier e tosa inu). A frequência de ataques destas raças, um pouco por todo o país (ler ficha em cima), tem levado o Governo a legislar sobre esta matéria. Começou por manifestar a intenção de proibir a importação, reprodução e criação de cães perigosos e depois aprovou uma proposta de lei para que os donos passassem a ser responsabilizados criminalmente pelos ataques. Agora, prepara-se para lançar um plano de controlo destes cães e envolver a ASAE em acções de fiscalização.
Rss
Treino de Cães ao Domicílio «» Casa do alto