Adicionar aos favoritos   Login   Pesquisar 

Notícias

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 

09/12/2008

Aveiro: Cães de busca estão prontos a actuar.

(Fonte: Diário de Aveiro ) A equipa voluntária de busca e salvamento deu ontem a conhecer dois dos cinco cães que já estão operacionais, após um intenso ano de treino O Grupo Especial de Busca e Salvamento Rescue K9, de Aveiro, realizou, ontem, uma sessão de treino canino especial, nas instalações do antigo matadouro, para dar a conhecer a operacionalidade de dois dos seus cinco cães, que estão prontos para actuar a qualquer momento. A equipa é composta por cinco elementos: quatro da corporação dos Bombeiros Novos de Aveiro e um de Castelo de Paiva. “Juntámo-nos pelo amor comum que temos aos animais e fazemos esta actividade de forma absolutamente voluntária e não remunerada”, explica Ricardo Soares, porta-voz da equipa. Estes elementos começaram a treinar os cães há um ano atrás, todos os fins-de-semana, mas só agora estão aptos a fazer busca de pessoas desaparecidas. “Já tivemos quatro dias de formação de resgate de vítimas em água, em Alcochete, e também já estivemos dois dias em escombros”, conta. O treino consiste na sinalização, por parte dos cães, de um indivíduo que não conheçam, no meio de escombros. Assim que o detectam, dão sinal, ladrando, após o que recebem uma recompensa (um objecto de trapos). O espaço que serve de cenário às sessões de treino foi-lhes cedido pela Câmara de Aveiro, “até que surja outro destino a dar-lhe”. Constitui uma mais-valia para ambas as partes, “porque nós ficamos com um espaço para treinar, o qual vamos mantendo relativamente limpo e menos abandonado”, afirma Ricardo Soares. Este treino especial serviu, não apenas para melhorar a resposta da equipa em situações de emergência, mas, sobretudo, para mostrar à população o seu potencial. O objectivo destes treinos consiste, segundo o porta-voz, em fomentar as práticas de busca e salvamento e melhorar as técnicas, de forma a estarem aptos a entrar em acção assim que um cenário real o exija. A equipa tem como missão específica efectuar resgate, busca, salvamento e evacuação de sinistrados, soterrados e desaparecidos. O Labrador é a raça escolhida, porque”são cães que aprendem facilmente e que são amistosos, dão-se com qualquer pessoa, e não corremos o risco que estranhe e ataque a vítima”, afirma o responsável. Carla Real
Rss
Treino de Cães ao Domicílio «» Casa do alto