Adicionar aos favoritos   Login   Pesquisar 

Notícias

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 

18/04/2008

Deficientes auditivos.

(Fonte: Jornal Digital ) Porto - O primeiro cão de assistência a surdos foi educado durante sete meses pela Ânimas - Associação Portuguesa para a Intervenção com Animais de Ajuda Social, com sede no Porto, revelou a presidente da instituição, Liliana de Sousa, citada pela Lusa.   «O treino da cadela foi orientado para ajudar pessoas surdas nas tarefas diárias básicas, mas também em outras complementares», disse à Agência Lusa Liliana de Sousa. Após a instrução, o animal a ser entregue no próximo domingo a um casal de surdos ficou em condições de «identificar, chamar, indicar fontes sonoras, como o micro-ondas, a campainha da porta ou um alarme de incêndio». Segundo a presidente da Ânimas, os cães para estas funções podem ser de qualquer raça desde que «não tenham menos de sete meses, possuam um temperamento não agressivo e tenham uma sensibilidade auditiva média». A Ânimas, criada em 2002, é uma instituição particular de solidariedade social, constituída por técnicos de saúde, psicólogos, médicos, veterinários, instrutores de cães de assistência e professores universitários, funciona em regime de voluntariado formando uma equipa multidisciplinar. O objectivo desta instituição é «proporcionar às pessoas com deficiência um recurso habilitador que aumente o seu nível de independência e auto-estima». Além da instrução de cães para surdos, a Ânimas educa também outros capazes de serem integrados em programas de actividades e terapias assistidas por animais, com crianças, adultos e idosos.
Rss
Treino de Cães ao Domicílio «» Casa do alto